terça-feira, 14 de janeiro de 2014

O sinal existe, mas, por algum motivo, a informação não consegue ser perfeitamente compreendida

É como se o cérebro fosse um rádio. O sinal existe, mas por algum motivo, existem ruídos, interferências e a informação não consegue ser perfeitamente compreendida. Nesse caso, o problema está no sistema nervoso central, em que o processamento do estímulo sonoro não é feito corretamente e a decodificação é lenta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário