sexta-feira, 19 de julho de 2013

O tratamento pode ser dividido em três partes. A primeira é:

“A primeira parte do tratamento consiste em aliviar o principal sintoma que assola o indivíduo: a tontura rotatória ou vertigem. Isso pode ser feito por meio de medicamentos especiais, e o tempo de tratamento costuma ser breve podendo variar de pessoa para pessoa, pois essa é uma doença que mexe com a sensibilidade de cada paciente”, explica Rita. Depois dessa fase, com base no resultado da avaliação otoneurológica é iniciado o tratamento da causa do problema. É esse tratamento que investiga e descobre o que gerou a doença do labirinto. “Essa fase é extremamente importante, pois o tratamento inicial alivia os sintomas, mas eles podem voltar se a sua verdadeira causa não for tratada, e é essa a intenção na segunda etapa”, ressalta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário